Campanha do BID busca rede de talentos criativos

México. Artistas e criativos mexicanos aderiram à campanha da Região da Laranja promovida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para criar uma rede de talentos com o objetivo de transformar a América Latina eo Caribe em um centro global de criatividade.

As indústrias criativas e culturais geraram 1,9 milhões de empregos na região em 2015 e representam 2,2 por cento do PIB regional. A televisão é a principal indústria exportadora de programas para o mundo inteiro. O cinema é um setor-chave na Argentina, no Brasil e no México, e na região são produzidos mais de filmes 400 por ano.

A campanha de criatividade da Orange Region foi lançada na Universidade Centro, no marco do grande evento Idear Soluciones, onde mais de duas dúzias de inovadores do México e o resto do mundo apresentaram soluções criativas para os desafios da região.

- Publicidade -

No lançamento, um vídeo foi apresentado com depoimentos de um grande número de personalidades e artistas emergentes que se juntaram à campanha e anunciou um site, www.regionnaranja.org, onde as partes interessadas podem se registrar e assinar virtualmente o apoio deles.

Em conferência de imprensa, Tomás Bermúdez, Representante do BID no México; Ernesto Miranda, Agenda Digital Diretor do Ministério da Cultura do México; Eric Descombes, presidente da agência de publicidade FCB-México, que desenvolveu a campanha, anunciou os resultados do Orange Meeting que se realizou no 21 em fevereiro com mais do que os convidados do 80, incluindo arquitetos, cantores, cineastas, chefs, escritores, desenvolvedores de software e designers, que compartilharam suas idéias sobre como construir a rede e implementar este projeto em outros países da América Latina e Caribe.

"A revolução tecnológica está aumentando a pressão sobre os governos, empresas e instituições, como o BID, para mudar a forma como fornecemos soluções para melhorar a vida do nosso povo e com quais aliados nos unimos para alcançá-lo", afirmou Bermúdez. "A criatividade será uma das habilidades mais procuradas na próxima década e o único recurso inesgotável que temos", acrescentou.

A Economia da Laranja é um conceito cunhado pelo BID que se refere a bens e serviços que usam criatividade e capital intelectual como componente fundamental, com o potencial de criar empregos, riqueza e bem-estar. Inclui, entre outros, arte, artes cênicas, turismo, patrimônio cultural, novos meios de comunicação e software de conteúdo, incluindo, por exemplo, videogames e indústrias culturais convencionais, entre outros.

Citando produtos e serviços técnicos para a América Latina

Últimos Posts

Últimos comentários

  • Vendemos equipamentos soa consoles, guindastes, monitores e massas via correio mais informações ...

    Ler mais...

     
  • Nós vendemos equipamentos de iluminação, monitores, guindastes, som e console de massa. ... interessado em responder via ...

    Ler mais...

     
  • Bom Dia. Porque o correspondente de Cúcuta na maioria das vezes não fala olá?

    Ler mais...

     
  • Na Colômbia, uma empresa que cito uma equipe daqueles por cerca de 60 milhões de pesos ... é uma pena porque ...

    Ler mais...

     
  • EU ESTOU VENDENDO FONTES OU BALASES PARA LUMINOTECNIA DE SEGUNDA ALEMANHA MARK DESISTI DEB ...

    Ler mais...